Como fazer gestão de fluxo de caixa em tempos de pandemia

fluxo de caixa

Como fazer gestão de fluxo de caixa em tempos de pandemia

Como fazer gestão de fluxo de caixa em tempos de pandemia 1200 668 Controle Agora

Aprenda a organizar as finanças da sua empresa para enfrentar a crise

As alterações no cotidiano causadas pela Covid-19 têm um grande impacto em todos os aspectos da vida e também nos negócios. A economia global deu uma guinada inesperada e as empresas estão enfrentando diversos desafios. Um dos mais importantes é como fazer gestão de fluxo de caixa em tempos de pandemia.

Todos sabemos que o monitoramento próximo e preciso do planejamento de caixa é essencial em todos os negócios. Mas, quando o mercado está difícil e mudando todos os dias, esta necessidade é ainda muito maior.

É muito importante poder responder rapidamente a cada nova situação. Então, se você tem uma visão clara do seu fluxo de caixa, pode ajustá-lo rapidamente e manter o controle.

Confira então alguns passos essenciais para você manter seu fluxo de caixa controlado e preparado para superar esse momento complexo.

Faça uma análise do seu fluxo de caixa atual

Uma das primeiras ações a serem tomadas em uma situação de crise é uma análise aprofundada dos vários fluxos e indicadores-chave da sua empresa, a fim de implementar rapidamente várias ações corretivas.

Seis pontos são fundamentais serem apurados, a fim de ajustá-los o mais rápido possível para a nova realidade:

  • Gestão de estoque
  • Contas a receber
  • Dívidas
  • Custos fixos
  • Compras
  • Investimentos

Vamos falar um pouco sobre cada um deles. Confira:

Gestão de estoque

É essencial que você se concentre no gerenciamento eficaz de estoque. Estoque em excesso representa dinheiro que parado desnecessariamente. Nesse período da crise, em que a otimização do seu fluxo de caixa é essencial, aconselhamos que, se aplicável ao seu negócio, você reduza o estoque o máximo que puder.

No entanto, lembre-se de que a cadeia de suprimentos pode ser parcialmente interrompida. O ponto principal é encontrar um equilíbrio para estabelecer um valor mínimo de estoque e manter sua atividade comercial operando.

Contas a receber

Antes de tudo, você deve analisar o que está acontecendo com seus clientes. Procure negociar com eles, preservando o recebimento de seus pagamentos sempre que possível.

Nas circunstâncias atuais, muitos clientes não poderão pagar imediatamente. Portanto, recomendamos que você analise o setor de atividades de seus clientes para listar, de um lado, aqueles que serão mais impactadas a curto prazo pelas repercussões econômicas do Coronavírus e, do outro, os setores cujo impacto será menos sentido.

Para os clientes mais impactados, provavelmente será necessário propor um plano de pagamento para conseguir receber pagamentos futuros. Nesse caso, analise os efeitos que esse spread de pagamentos terá no fluxo de caixa da sua empresa. O objetivo do spread de pagamento é garantir um fluxo contínuo de caixa, apesar da crise.

Dívidas

Certifique-se de negociar suas dívidas e outras despesas de curto prazo de maneira inteligente.

Em relação às dívidas com fornecedores, pense que assim como você ofereceu opções de pagamento a seus clientes, seja proativo e entre em contato com seus fornecedores para estender seu período de pagamento ou obter um plano de pagamento parcelado.

O objetivo dessas ações é reduzir as saídas de caixa por um período curto para preservar sua liquidez.

Custos fixos

Avalie bem seus custos fixos e variáveis. Dentro do possível, tente converter custos fixos em custos variáveis. Isso também pode representar economia a longo prazo.

Compras

Analise suas compras detalhadamente e considere se outras alternativas são possíveis para que você consiga economizar. É tempo de concentrar os recursos apenas para as compras essenciais que mantenham a empresa funcionando.

Investimentos

Por fim, estude seu plano de investimentos e negocie as melhores soluções possíveis. Existem vários bancos com planos especiais de apoio a pequenas e médias empresas que podem ser interessantes no contexto atual.

Crie um plano semanal de fluxo de caixa

Também é essencial criar um plano de caixa semanal com base nas receitas esperadas e nas despesas possíveis e confirmadas, levando em consideração os saldos atuais do seu caixa. Esse tipo de planejamento, embora seja simples, torna possível a empresa ser mais responsiva à adversidades.

Com relação às previsões de fluxo de caixa, não esqueça o impacto das decisões tomadas para otimizar o fluxo de caixa. Se foi decidido, por exemplo, que os clientes pagarão através de um plano de pagamento parcelado, isso deve ser levado em consideração nas previsões.

Todas estas informações fornecem uma previsão de caixa que traz uma visão clara das entradas e saídas esperadas e do fluxo de caixa final.

Também é essencial distinguir entre fluxos de caixa operacionais e não operacionais. Novamente, defina diferentes cenários para se preparar para cada situação.

Otimizar a gestão de fluxo de caixa na atual e tempos de pandemia é essencial. Esse tipo de providência vai permitir que a empresa acompanhe de perto o fluxo de caixa, bem como o gerenciamento diário das contas de clientes não pagas e o controle rigoroso das despesas.

Em tempos de crise, o gerenciamento do fluxo de caixa é um elemento-chave do seu gerenciamento de riscos.

Definir rapidamente ações concretas e antecipar os possíveis desenvolvimentos de acordo com diferentes cenários facilitará a superação das dificuldades enfrentadas pela empresa.

Se você precisa de um planejamento consistente para o caixa da sua empresa, você precisa conhecer os planos e serviços oferecidos pela Controle Agora.

Um bom planejamento financeiro é, sem sombra de dúvidas, a chave que garante a sobrevivência e o crescimento da sua empresa quando o cenário econômico for mais favorável. Converse conosco.